Voltar

Como configurar o site para se destacar no Google

O Google possui suas regras, seus limites e preferências. O seu site está configurado para isso?

Inicialmente as empresas se depararam com a simples necessidade de ter um site, porém rapidamente o universo online foi povoado de sites de todos os tipos, formas e principalmente, falando a mesma coisa que o seu. Sabendo disso, podemos dizer que a internet é um campo de batalha por visibilidade, então eu pergunto: o seu site aparece na frente do seu concorrente no resultado das buscas?

A pergunta feita na introdução na verdade é bem mais abrangente, pois além da óbvia necessidade de aparecer na frente de seu concorrente, temos a relação entre a palavra-chave utilizada pelo usuário para encontrar o seu serviço e a posição que o seu site aparece nos resultados da busca. Certamente se o seu site está aparecendo abaixo dos 15 primeiros resultados dificilmente você ganhará o clique desse potencial cliente.

Para melhorar a posição de seu site no Google, por exemplo, uma série de medidas devem ser tomadas para que seu projeto “converse” e convença o motor de pesquisa a respeito da relevância do seu conteúdo. Entre uma série de critérios que os motores levam em consideração, podemos citar alguns:
 
  • Baixa taxa de rejeição*;
  • Links de outros sites apontando para o seu;
  • Tempo de existência do domínio;
  • Periodicidade de atualização de conteúdo;
  • Relevância.

Vamos dissecar um pouco sobre esse último critério. A relevância na minha visão é o mais importante e que certamente ajudará no desempenho de todo o resto. Digamos que a relevância seja medida de acordo com a satisfação do usuário em relação ao conteúdo do seu site. Sendo assim temos um funil de conversão que avalia esse paradigma, ou seja, além de possuir um conteúdo relevante é necessário transparecer isso para o Google e por consequência para seus usuários.

Sendo assim, vamos analisar o que precisa ser feito, por que e como.

Palavras-chave; do inglês Keywords (KW), são as palavras proporcionalmente mais repetidas em todo o conjunto textual da página. O Google cria um ranking de palavras-chave para o seu site e passa a indica-lo quando os mesmos são pesquisados.

Este primeiro item, apesar de parecer passivo, pois o próprio robô do Google, ou de qualquer outro mecanismo de pesquisa, criará esse ranking de forma automática, também possibilita agir de forma proativa compondo textos com expressões estrategicamente pensadas para o seu negócio, além da possibilidade de declarar outras palavras-chave consideravelmente relevantes e que por ventura não vieram a alimentar o conteúdo.

URL amigável; é o texto que compõe o endereço de sua landpage, página ou subpágina na qual o usuário é destinado após clicar em um anúncio ou resultado de pesquisa.

Em um campo de batalha, podemos dizer que terá mais destaque quem possuir, além da palavra-chave bem ranqueada, um endereço que reforce essa relevância, por exemplo: o endereço www.dominio-qualquer.com/tabela-copa-america-2015 terá mais visibilidade que o endereço www.qualquer-dominio.com/?3465 quando uma pesquisa utilizando a KW “tabela copa” for realizada.
 
Título da página; é a frase que aparece na barra superior do navegador e também no título de seu “cartão” nos resultados das pesquisas.

É preciso observar que o Google utiliza esse título para criar o seu índice e que a quantidade de caracteres que ele “lê” são limitadas, logo é preciso tomar cuidado para não repetir os títulos, obedecer aos limites e assumir uma atitude de call-to-action, ou seja, mostre para o usuário que ele encontrou o que estava procurando.
 
Descrição da página; é o breve texto que aparece logo abaixo do título da página, nos resultados de pesquisa. Esse texto também possui um limite de caracteres recomendado e visa principalmente adiantar para o usuário o que ele irá encontrar quando clicar no seu site.

Ser muito genérico nessa hora é um tiro no pé, pois a cada clique que o usuário desista de ler, ou seja, que considere irrelevante, aumentará a sua Taxa de Rejeição e por consequência sua posição nos resultados a cada dia.
 
Título do conteúdo; é o texto que está presente em destaque na página, encabeçando o layout. Essa é a primeira prova de fogo a respeito da relevância de seu conteúdo. Lembrando que estamos dissecando o funil de conversão e esse será o texto que o usuário irá ler imediatamente após de ter sido convencido de que você possui a resposta que ele precisa.

Páginas com muitos títulos dissolvem as palavras, tirando a relevância do conteúdo que realmente deveria ser destacado.

Conteúdo; é o texto que o usuário irá ter acesso quando visitar sua página. Se esse último item tiver um casamento firme com todos os anteriores podemos ter a certeza de que o usuário ficará satisfeito em ter clicado no seu site, o Google saberá disso e com o passar do tempo sua página aparecerá cada vez mais acima nos resultados das buscas.

Vale ressaltar que além do texto também é possível configurar as imagens para reforçar a relevância do assunto que queremos abordar.
 
Os tópicos abordados acima referem-se a uma metodologia básica e imprescindível para que diversas outras estratégias de marketing de busca sejam disponibilizadas.

Para concluir, é imprescindível reforçar que o site é um organismo vivo e precisa de atenção e trabalho constante para se manter relevante. No mundo globalizado, onde a informação chega a todos com extrema velocidade, o conteúdo precisa estar alinhado com as tendências de forma a oferecer para os usuários inovação e informação que realmente venham a somar.
 
 *É considerada uma visita rejeitada aquelas em que o usuário acessa o seu site e o abandona, digitando outro endereço no navegado ou mesmo fechando a janela do navegador em menos de um minuto, o que para os mecanismos de busca se configura como um típico comportamento de quem encontrou um conteúdo completamente diferente do que estava procurando.
 
LEIA MAIS ARTIGOS PUBLICADOS EM NOSSO SITE
COPYRIGHT 2017 - ALDABRA SISTEMAS WEB E DESIGN GRÁFICO LTDA